terça-feira, 18 de outubro de 2011

Bagua (ou Pa-Kuá)




Me fale, quem nunca viu um símbolo deste por aí. Talvez pendurado na entrada da porta de alguém. Pois é, é o BAGUA. Este símbolo possui os oito trigramas em seu interior, e pode ser encontrado em qualquer material (vidro, madeira, metal,...) e no centro geralmente possui um espelho, embora se encontre o símbolo Yin-Yang também. Vejamos as origens...



O Pa-Kuá, ou Ba-guá, é o “mapa” da harmonização. Sua figura geométrica de 8 lados (guás), o octógono, é o símbolo da perfeição e do equilíbrio, já que o octógono é a figura de transição entre o círculo (Céu) e o quadrado (Terra). Como vimos, representa os 8 ventos primordiais (oito direções) e suas características para favorecer a Vida.




Pa em chinês significa "oito" e Kua é um tipo de desenho, que no caso do I Ching, que é parte do conjunto de artes do taoísmo, pode ser "Trigrama" ou "Hexagrama". Esse desenho, que existe em duas versões principais (Céu Anterior e Céu Posterior) representa "circuitos" energéticos definidos segundo a interação das energias Yin e Yang e admite diversas interpretações.
 


Oito direções


O número 8 também simboliza um novo começo, e é por esse motivo que as pias batismais têm em geral essa forma, indicando que uma nova vida se inicia para quem é batizado pela água (purificado através dela).
 

Hoje é moda falar em "Feng Shui", e muitas vezes se vê em revistas ou livros a utilização de um octógono nos "cantinhos" da casa a serem melhorados, chamando-o de Ba-Guá. A verdade é que o Ba-Guá é o conjunto dos oito trigramas dispostos em uma forma determinada. Se não tiver os trigramas, não é Ba-Guá. - Trata-se simplesmente de um desenho geométrico de oito lados, um "octógono".





O Bagua é muito utilizado pelo Feng Shui, na medida em que harmoniza os ambientes de uma casa, de um comércio, enfim, de qualquer lugar onde seja empregado. Dessa forma, o ambiente é analisado como um todo, e também por partes. Naturalmente, sugiro contrate um consultor de feng-shui que trabalha com conhecimentos milenares e está apto a fazer uma correta análise da planta de sua casa, e assinalar as principais pontos que requer tratamento e mudanças. Indicam cores, texturas, posições dos imóveis, e elementos da natureza que farão com que sua casa se torne um verdadeiro lar. Usam o Bagua como referência, ensinam alguns rituais de limpeza e purificação de energias estagnadas ou parasitas. Existem alguns que trabalham a cromoterapia junto. Enfim, tratam de sua casa esteticamente e energeticamente.



O Bagua funciona como um mapa: através dele, você descobre os melhores caminhos para alcançar o bem-estar e a harmonização do seu lar. Mas para que a sua casa esteja sempre de portas abertas para as boas energias, é necessário aplicá-lo corretamente.




Vou expor aqui as regras básicas do Bagua:




• Pegue a planta baixa da sua casa e copie em uma folha sulfite, mantendo a proporção dos cômodos. (De acordo com a imagem acima)
 
• Ajuste o centro do Bagua ao centro da planta, alinhando o Setor do Trabalho à parede em que está situada a porta de entrada principal da sua casa. É importante não deixar de incluir nenhum cômodo para diminuir o risco de áreas faltantes (áreas nas quais o Bagua não encontra correspondência na casa).
 
• Sua casa ficará dividida em 8 Setores, que correspondem aos 8 lados do Bagua. Por exemplo: a área da porta de entrada principal é o Setor do Trabalho. O lado oposto será correspondente ao Setor do Sucesso. Identifique todos os Setores.




Outras Dicas:
Se houver mais de uma porta para a entrada e a saída das pessoas considere a mais usada pelos moradores como a principal.
 
Se alguns Setores do Bagua ficarem fora da planta, esses lugares serão áreas externas ou excedentes.
 
Se você mora em um sobrado, aplique o Bagua separadamente em cada andar. Para isso, alinhe o Setor do Trabalho com a entrada principal de cada pavimento.


O Bagua como TALISMÃ
 
O Bagua combina a sabedoria milenar do I Ching e a intenção de produzir mudanças positivas. Com esse instrumento, podemos localizar as oito áreas da vida - Trabalho, Espiritualidade, Família, Prosperidade, Sucesso, Relacionamentos, Criatividade e Amigos e harmonizar os ambientes de acordo com os ensinamentos do Feng Shui.
 
Quando utilizado como talismã, o Bagua atrai boas vibrações e proporciona mais harmonia e saúde aos moradores. Além de manter o equilíbrio das energias dentro de casa, ele garante uma decoração mais agradável.
 
Esse diagrama pode ser feito de diversos materiais (plástico, cerâmica, vidro, etc.) e deve ser colocado atrás da porta de entrada da casa ou fixado no batente. Assim, o morador atrai estímulos para todas os setores da vida.
 
O Bagua também é sinônimo de proteção para a família, pois seu centro representa a união de todos os Setores, em especial, o da Saúde (centro do Bagua).
 
O Feng-Shui tem por principal ação o harmonizar - trazer harmonia - a sua casa ou comércio.

Bem, mas vamos entender a origem do Bagua...



YI JING (I CHING): A FONTE DE CULTURA DA CHINA
 
Yi Jing (ou I Ching) é o livro mais importante da China.


 

Yi jing também é conhecido como I Ching, outras representações fonéticas incluem Kung I, E Jing, I Jing. Yi jing é considerado a fonte de cultura da China. Há muito poucos artefatos de referência que ainda hoje existem, que são tão influentes em uma cultura ou sociedade como o Yi jing. Yi significa "Change" e Jing significa "canhão" traduzir para significar Livro das Mutações. O Yi jing é influente em três correntes principais do pensamento chinês - o confucionismo, taoísmo (ou Daoism) eo Budismo (apesar de que o Budismo se originou na Índia). Então, o que é o Yi jing ou o "Livro das Mutações"? O livro em si é conhecido como um livro de adivinhação, pode-se obter aconselhamento por carcaça, moedas ou contando paus e olhando para cima a referência apropriada para receber o conselho para a situação ou pergunta ponderou, enquanto fundição ou contagem. No entanto, o Yi jing também introduz conceitos importantes que têm sido fundamental para a maneira chinesa de pensamento e de compreensão. Esses conceitos incluem, a partir do nada não é tudo, por ciclos tudo evolui e muda, a compreensão dos opostos na natureza (yin e yang, tornando o tai ji), evoluindo para as quatro imagens, em os oito trigramas (Bagua), depois para o 64 hexagramas. Como não confundir, vamos começar pelo começo.

De acordo com mito chinês do deus do fogo e o deus da água lutaram pelo controle da terra. Incendiaram as florestas em chamas e em bolsas de deuses um buraco rasgado no canto noroeste do céu, e o rio celestial se derramaram a criação de uma grande inundação. Fu Xi (e sua irmã Nu Wa) foram os únicos sobreviventes. Eles se retiraram para Kunlun montanha onde Fu Xi (ou Fu Hsi) observou as estrelas, o seu movimento através do céu, ele testemunhou os padrões de movimento e mudança através da natureza. Essas observações incluiu a identificação de Yin e Yang.  

As com um pêndulo balançando da esquerda para a direita atingiu o seu auge, ele deve começar a balançar o outro lado. Velho Yang e Yin Velho representam os extremos. Jovem Yin e Young Yang representam estágios mais moderados. Um exemplo na natureza a lua e é fases demonstrar os movimentos de Yang com Yin Old Velha. A lua cheia, quando demonstra Yang Velha, que atingiu o seu pico, é potencial e começa a diminuir, embora as fases com o primeiro trimestre demonstrando Yin Young. Como a lua prossegue a cada noite, na noite da Lua Nova demonstra Yin Velho, onde ele é novo ou renascer para continuar para o último trimestre onde a lua demonstra Yang Young. Perpetua o ciclo de volta ao Velho Yang na lua cheia onde continua através de novo a cada mês.

Assim é com as estações do ano, a partir da primavera (Young Yin) para o verão (Yang velho) para o outono (ou cair - o que representa Yang jovem) para o inverno (Yin Velha). Na literatura e poesia que incluem estas referências para a vida, de fato vivemos por essas fases.



Recordações Fu Xi. Um dia, um presente do céu apareceu a Fu Xi, nas margens do rio Amarelo, um dragão-cavalo surgiu a partir do rio e após a inspeção Fu Xi observou as marcas em suas costas. Inspirado pelo diagrama marcou o Gráfico do Rio Amarelo. Ingerir tanto o que ele já havia formulado a partir de Yin e Yang e os quatro imagens com esta nova inspiração Fu Xi formulado a Sequência do Céu Anterior e Trigramas. Fu Xi criou as quatro imagens tomando Yin e Yang e adicionando uma linha adicional para cada criados os quatro imagens. Tomando as quatro imagens do poder matemático de 2 elevado à potência de 3 (2 cubed igualando 8 Trigramas). Esses oito trigramas são Céu, Terra, Água, Fogo, Vento, Trovão, Montanha e Lago. Estes são organizados em seus opostos formando um octógono chamar o Bagua.




O uso de um octógono para organizar os trigramas é em si mesmo representante da tensão da mudança, como o centro é feito entre quatro pólos opostos Explorando cada trigrama mais para entender o seu significado para o conceito de mudança:

Primeiro é o Céu, perfeito Yang Heaven. Está acima, o sol, estrelas, planetas e a lua da Terra, é a fonte do tempo, luz, calor e as estações do ano são provenientes do céu. Os seres humanos têm origem as medidas de tempo e direção dos céus. Seu oposto é a Terra, a terra é a nossa residência, o lugar em que vivemos esta vida mortal. A Terra é a fonte de tudo que usamos ou consumimos na nossa vida. Por exemplo a nossa comida, a água que bebemos e uso, nossa vestuário, abrigo, os metais que usamos para ferramentas, construção e troca monetária. Humanidade existe entre o Céu e a Terra, todas as nossas necessidades mortais estão satisfeitas por eles.

A raça humana não pode existir sem a água. Somos dependentes dela para o nosso consumo, banho de nós mesmos e manter a higiene. Lavamos a nossa cozinha e equipamentos de comer e utensílios com água. Água é líquido, fluido, fluxo de movimento penetrante a menor fenda e fenda inversamente, Libras contra as falésias e os pontos na forma do rolling. onda de água é capaz de levantar itens imensa e corte goivas profunda e canyons na terra de água reside dentro de goivas da terra.. O fogo é igualmente crítico para a sobrevivência humana na terra, sem ele o calor que iria congelar em certos ambientes ou durante o frio mês. Usamos o fogo para cozinhar e preparar nossa comida, para forjar metal para ferramentas humanas. O fogo é a energia que dispara para cima, uma divulgação e consumo de energia. Juntos Água e Fogo representam o movimento e a mudança constante de energia.

Trovão é uma forte explosão. A energia do som imensa queda do trovão anunciando uma tempestade, ele cativa, silêncios e nos deixa no temor de que é o poder do trovão é uma metáfora para o começo de toda mudança; mudar enquanto é cíclica que deve ter seu início. Para alterar os seres humanos. Pode ser súbita, chocante e excitante, como com Thunder. Permeia o Vento que é doce, firme e macio. Podemos fechar as persianas desviar do vento trás ou podemos capturá-lo para o nosso uso, como na vela ou o moinho de vento. Vento mantém em movimento na atmosfera que nos rodeia e a terra. Move-se ar limpo para a nossa respiração, que sopra as árvores para espalhar sementes ou pólen das flores golpe no ar para a polinização para um novo crescimento. Pássaros voam com o auxílio ventos durante a migração sazonal, ou uma águia pode usar o vento para planar. Trovão e vento representam os extremos de crescimento e mudança.

A imóvel montanha, que representa paralisação, quietude, ou as imagens da pessoa meditando, ou alguém de pé com raiva. A montanha fica em silêncio na solidão isolado. A Montanha pode representar um obstáculo intransponível, ou acarinhados como uma forma de proteção. Apesar de um lago representa uma massa ou uma reunião, uma moção de muitos identificado como um todo. Um lago contém vida, é uma incubadora para peixes e outra vida marinha, os pássaros se reúnem alimentação e lavagem, plantas e animais se propagam se reúnem para saciar sua sede. Lake é uma metáfora para a coleta e interação humana, como a de um mercado ou moídos show. A montanha e o lago representam os extremos da relação ou interações sociais.
 
The Early Céu Bagua representa os extremos e os ciclos de mudança. Do Céu Precoce Oito Trigramas e Bagua é o Sixty Four Hexagramas dispostas em uma ordem (como o nome sugere) representando Heavens perfeita ordem e princípios. Quanto aos detalhes do arranjo não temos conhecimento documentado, talvez a informação foi perdido para a história que nos resta é o regime específico de pictogramas que se alinham perfeitamente ao Yin e Yang..
 
Shao Yun (1011-1077 ac) um filósofo da dinastia Song desenvolveu o seguinte esquema para ilustrar a perfeição no arranjo Céu precoce de Hexagramas decorrentes de sua origem - Yin e Yang.



Voltamos ao Bagua...

Existe um misterioso elo que liga sua vida ao Universo. Intuir, pressentir, ter consciência disso é fundamental para você compreender o Feng Shui. Aumentar a vitalidade humana é o objetivo.

O Ba-guá representa as forças naturais que nos influenciam. No I Ching, o livro das mutações, existem 2 modelos: o de Fu-Hsi, conhecido como Ba-guá da Sequência do Céu Anterior, e o do imperador Wen, chamado de Ba-guá da Sequência do Céu Posterior – este último é atualmente usado como principal ba-guá para análises de Feng Shui.


  Céu Anterior
Céu Posterior
BA-GUÁS e o Feng Shui Lógico, uma nova perspectiva de Feng Shui que utiliza o Ba-guá adaptado para o Hemisfério Sul no Hemisfério Sul.

1. Ba-guá da Seqüência do Céu Anterior




Aproximadamente 4 000 a.C – Surgimento da concepção da individualidade humana e das influências que recebe no momento em que nasce, em que vem à Luz, e com a natureza que a cerca. Surge o Ba-guá do Céu Anterior, atribuído ao sábio chinês Fu-Hsi.
Este Ba-guá não deve sofrer alteração, já que tem como referência o Pólo Norte Celeste e não está correlacionado com as estações do ano.
 
2. Ba-guá da Seqüência do Céu Posterior – utilizado pela Escola da Bússola, pela Escola do Chapéu Negro e pelo Feng Shui Lógico, adaptado para o nosso hemisfério conforme explicação no fim deste texto.
 



1123 a.C – Rei Wen associa a colocação do Ba-guá com as direções cardeais. Com isso, os trigramas do Céu Anterior saem de sua posição de pares de opostos e são relacionados com as direções cardeais e as estações do ano para o Hemisfério Norte. Este Ba-guá fica conhecido como Ba-guá do Céu Posterior, e é o mais utilizado hoje para as análises das construções.
 
 
Escola da Bússola – Hemisfério Norte




Escola da Bússola – Hemisfério Sul




Ba-guá utilizado pela Escola do Chapéu Negro – Esta Escola não utiliza as direções cardeais





  • Ano 1960 – Mestre Thomas Lin Yun – Escola do Chapéu Negro – faz uma leitura diferente dessa sabedoria: mostra a dimensão dos pensamentos atuando fortemente sobre a arrumação que damos às nossas casas e em nosso ambiente de trabalho, retira a associação com os pontos cardeais e aplica o Ba-guá de forma rígida, com a área do Trabalho sempre associada com a porta de entrada do imóvel, independente da direção real que o imóvel ocupa em relação à Natureza: Norte, Sul, Leste, Oeste, etc

  • Ano 2000 – Roger Green adapta o Ba-guá do Céu Posterior para o Hemisfério Sul, tendo como referência a antiga Escola da Bússola.

  • Ano 2004 – Publicação do livro Feng Shui Lógico, que demonstra a necessidade de adaptarmos o Ba-guá da Seqüência do Céu Posterior para o Hemisfério Sul, e criando um novo método: o Método Solar das Quatro Estações, inédito nos dois Hemisférios. O Feng Shui Lógico tem como missão divulgar as técnicas de Feng Shui atualizadas no tempo e no espaço sem alterar sua essência milenar: facilitar a entrada da paz, prosperidade e harmonia em nosso planeta, na compreensão das leis do equilíbrio e do Amor.

Ba-guá utilizado pelo Feng Shui Lógico


Feng Shui Lógico é um valioso instrumento na conquista de seus sonhos.

Tudo é possível.

Nascemos para sermos felizes, para vivermos em harmonia com a Natureza e com nossa própria natureza. E essa é a maior função do Feng Shui, ser um instrumento que facilita essa conquista.

Nossas casas refletem nossas vidas e são poderosos instrumentos para alcançarmos novos níveis de saúde e bem-estar.

Cada uma das oito direções do Ba-guá possui forças que fortalecem e impulsionam nosso ser, em harmonia com o Deus de nosso coração, ao nosso desenvolvimento pleno e sadio.

Feng Shui Lógico possui um método inédito para a colocação do Ba-guá sem alterar sua essência milenar: o Método Solar das Quatro Estações.Tem como objetivo principal aumentar a vitalidade humana através das técnicas milenares do Feng Shui e da conexão com as forças naturais que comandam o nosso planeta.

Nossa Perspectiva se baseia na correlação dos trigramas com as estações do ano, na teoria dos cinco elementos e na teoria dos cinco animais, bases principais do Feng Shui.

Não correlaciona esses princípios com a astrologia chinesa, apesar de utilizar astrologia chinesa e ocidental para conhecimento das naturezas e facilitar no processo da harmonização.

Atualiza esses estudos com os conhecimentos dos dias de hoje, não desprezando nenhuma informação que possa trazer cada vez mais harmonia, saúde e bem-estar: isto é, aumentar a vitalidade humana em sintonia com a Vida Cósmica que nos envolve.

A perspectiva Feng Shui Lógico busca ser fiel à constatação de que tudo está em constante mutação, portanto é aberta às alterações sempre que se fizerem necessárias e sempre que novas descobertas forem feitas, aperfeiçoando cada vez mais seus conceitos.
Desde o início de nossa civilização, muito conhecimento foi conquistado, sendo possível hoje delinear cientificamente dentro da diversidade humana as bases que proporcionam a felicidade. Fica uma lição de humildade depois de tanto avanço científico: é preciso conviver com o Mistério da Vida. Sabemos muito, mas não sabemos tudo. Esse é o princípio da Sabedoria.

Feng Shui deve cumprir sua missão de integrar nossa vida humana na vida cósmica que nos rodeia. As técnicas de Feng Shui Lógico, acrescentadas com a compreensão de Universo que a Teoria da Relatividade de Einstein nos trouxe, com a linguagem simbólica que as acompanham e que C.G. Jung penetrou tão profundamente pode nos auxiliar muito na obtenção da harmonia dentro e fora de nós.

Ba-guá Feng Shui Lógico para o Hemisfério Norte






O Feng Shui Lógico Utiliza o centro da residência (não a porta de entrada) como referência para a colocação do Ba-guá adaptado para o Hemisfério Sul para harmonização no Hemisfério Sul e o Ba-guá do Hemisfério Norte para harmonização no Hemisfério Norte.






Stela Vecchi é escritora e consultora de Feng Shui.


Autora do livro Feng Shui Lógico (Ícone Editora, SP, 2004), ministra cursos de Feng Shui Lógico, técnica que favorece a felicidade porque deixa sua casa harmoniosa e plena de energia benéfica.


Autora do livro No Céu do Hemisfério Sul – Brasil, um Novo Começo, onde analisa a bandeira brasileira de um ponto de vista inédito.


Em seu terceiro livro, O Caminho da Sabedoria, através de uma história vivida em Machu Picchu, Stela nos faz refletir sobre o Amor e sobre o verdadeiro significado dos relacionamentos amorosos em nossa vida.







Pa Kua (Ba Guá)



Uma das técnicas da arte milenar Feng Shui é o uso do chamado quadrado mágico. Através dele, dentre outras coisas, pode-se analisar a situação financeira do imóvel e, o espaço cuja incidência energética capacita a melhoria do raciocínio e planejamento.

Nos primórdios da humanidade deu ao Imperador Ta Yu a forma perfeita de administração de um governo. O quadrado mágico também é usado como símbolo de proteção.

A posição dos números contidos no quadrado mágico permite uma soma exata seja na horizontal, vertical ou perpendicular.Chegou ao conhecimento de outras culturas da época e posteriores. Onde sua simbologia mantém o aspecto metafísico e mágico, e cuja diferença prática e conceitos se faz através apenas da aculturação da região.


Por isso, foi também conhecido como a quadratura de Saturno - o quadrado de 3.


Conhecido por Pitágoras, seus ensinamentos tinham nele um dos instrumentos de estudo.

Segundo Chaboche, para os árabes, corresponde aos quatro elementos: água, ar, terra e fogo, em que o operador mágico desta fórmula está no Norte. Continua Chaboche, quanto à disposição dos trigramas.
Fu Hsi, sábio chinês, viu nisso uma formulação do processo da criação do mundo em "nove regiões".


O quadrado mágico é o caminho da divindade.


Conclusão: a nova visão de Norte que é Sul alteraria a posição dos números e todo seu princípio matemático, filosófico, metafísico milenar.

Não pode ser alterado por uma nova visão que, por si só também cria um novo conceito sobre "a lei da reflexologia".



Qual a função do Feng Shui?



Feng Shui é uma ferramenta para nos auxiliar a nos conectar com as leis que regem a Natureza, trazendo o Equilíbrio e a Plenitude de nossa natureza humana para nossas vidas.



Quando precisamos pregar um prego na parede, conhecemos a força que tem a ferramenta correta, no caso o martelo, em nos auxiliar a conseguir nosso intento.



Assim acontece com o Feng Shui: quando desejamos de fato essa harmonia com os elementos responsáveis pela Vida – o Sol, a Água, as Plantas, a Terra, o Fogo, as Rochas e Cristais, utilizamos o Ba-guá para nos auxiliar nessa nossa intenção.



Feng Shui é também, por essa razão, a arte da organização dos espaços e a acupuntura das casas, porque cura ou suaviza os pontos problemáticos.



E como nasceu o Ba-guá? (oito lados, em chinês).

Conta a lenda que o sábio imperador Fu Hsi teve essa inspiração ao ver sair das águas do Rio Amarelo uma tartaruga negra gigante.



Observando-a cuidadosamente, viu que o casco da tartaruga representava um quadrado sem pontas - as bordas do casco de uma tartaruga são ovaladas - com 9 divisões iguais.



Os números de, 1 a 9, dispostos de forma a somarem 15, em qualquer coluna.



1.   simboliza o homem, a iniciativa.



2.   a parceria.



3.   a expansão, a luz.



4.   a estabilidade.



5.   o número do meio, da flexibilidade, da transição, do Yin e do Yang.



6.   o número da comunidade do Bem, dos amigos, da inspiração vinda do alto.



7.   o número da reflexão, da contemplação.



8.   o número do infinito, do espiral do conhecimento, do balanço de vida.



9.   o número da auto-realização, da meta atingida, do sucesso.




"A bondade sublime é como a água. A água, na sua bondade, beneficia os dez mil seres sem preferência. Permanece nos lugares desprezados pelos outros, por isso assemelha-se ao Caminho. Vivam com bondade na terra; pensem com bondade, como um lago. Convivam com bondade, como irmãos. Falem com a bondade de quem tem palavra. Governem com a bondade de quem tem ordem. Realizem com a bondade de quem é capaz. Ajam com bondade todo o tempo. Não disputem, assim não haverá rivalidade"
Tao Te Ching, capítulo 8





E para finalizar vou encerrar com uma informação importante:

Onde colocar o BAGUA?







O lugar certo para colocar o espelho Ba-Guá





O Ba-guá deve ser colocado do lado de fora da casa, em cima da porta. O espelhinho no interior do Ba-guá serve para rebater a energia Sha (negativa) que chega à sua moradia.



O Ba-guá não pode ser colocado dentro de casa. Nunca!



Quando o espelho quebrar, o ba-guá deve ser substituído por um novo, imediatamente!



O Ba-guá é um símbolo de proteção. Conheça mais sobre ele. No final do texto, dicas do Feng Shui Lógico para manter nosso equilíbrio nestes tempos tão adversos que atravessamos.



O Ba guá é uma figura geométrica octogonal e significa oito lados na língua chinesa. O octógono é a figura de transição entre o círculo (símbolo do céu) e do quadrado (símbolo da Terra) e nos diz que tudo está em contínua mutação. Nos ensina a viver o presente conscientes da transitoriedade de todas as coisas, usufruindo o melhor de todas elas.



O Ba guá é um instrumento usado pelo Feng Shui, técnica chinesa baseada no estudo da Natureza para criar ambientes saudáveis e harmônicos, que promovem o bem-estar dos moradores.





Usos do ba-guá:




Como mapa da harmonia: deve ser colocado na planta-baixa da casa para analisar sua forma e suas direções cardeais como instrumento para, através das técnicas Feng Shui Lógico, criar a harmonia no local;



Como símbolo de proteção: deve ser colocado acima da porta de entrada, no centro, para repelir energias nocivas de qualquer origem e atrair as energias benéficas. Também deve ser colocado voltado para situações problemáticas como bares, delegacias de polícia, pontos de ônibus, ruas muito movimentadas e contra flechas de energia.



Feng Shui, palavra chinesa que imita o som do vento e da água, é um som onomatopaico, por isso pronuncia-se fung shuei. Significa vento e água, energias sutis e ao mesmo tempo poderosas e que devem estar, dentro de casa, sob controle do ser humano.






Feng Shui Lógico nos dá algumas dicas para conquistar e manter nosso equilíbrio nestes tempos tão adversos:





1. Seja seu melhor amigo. Você é um ser único, assuma sua originalidade.Lembre-se sempre que cada um de nós tem uma personalidade ímpar: conheça bem a sua, o que lhe faz bem e o que lhe faz mal e não permita que a forma dos outros serem, diferentes de você, tirem sua força.



2. Cada um tem dentro de si a força para viver com prazer, mesmo em meio às adversidades: desenvolva essa força tendo pensamentos de vitória, fazendo sua parte com entusiasmo e acreditando que você pode mudar o seu mundo, seu mundo interno, tendo pensamentos que lhe façam bem.



3. É no respeito das diferenças que a verdadeira harmonia se instala.



4. Estimule sua coragem: o medo é a energia mais nociva que podemos abrigar dentro de nós, agindo como verdadeiro inimigo de nossa saúde psíquica.



5. Cuide bem de si mesmo.



Use de tudo que pode ajudá-lo na tarefa de aumentar sua energia pessoal. Os outros só têm a ganhar com isso, pois só os que se amam são capazes de amar.

Somos seres únicos que têm suas formas particulares de reverenciar a Vida e o seu Criador, por isso é na liberdade de cada um que isso se faz.

A Nova Física demonstrou que os pensamentos criam a realidade.


Os homens não são prisioneiros do destino, mas de suas próprias mentes.
F. D. Roosevelt

O Universo é mental. Hermes Trismegisto

Nossos pensamentos podem ser fortalecidos através de simples práticas como acender uma vela com intenções visualizadas do que queremos atrair, ter cristais com as propriedades que nos fazem bem, nos sentirmos protegidos pelas forças universais.

Quando você sentir dentro de você, sempre, essa energia saudável que é estar vivo e vivendo com prazer, não haverá crise externa que o derrube.

Quanto mais acreditarmos individualmente e coletivamente em saídas e soluções para esse momento crítico, mais força se formará nos astral através dessa massa de pensamentos positivos, forçando essa mudança tão esperada por um Brasil melhor e por um mundo melhor.


Enfim...

Acredito que já expus este assunto o suficiente, agora é com vocês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário